Cara de um fucinho do outro

Como a falta de criatividade faz com que os veículos se pareçam cada vez mais um com o outro.

Parece que os projetistas de automóveis andam com a criatividade em baixa ultimamente.
Nos últimos anos estamos vendo uma repetição de ideias nas frentes de alguns veículos que não pode mais ser chamada de coincidência.
Falo do formato hexagonal, aplicado na frentes dos automóveis de diversas marcas.
Para quem não sabe, o desenho abaixo representa a figura geométrica denominada “Hexágono”.

E algumas variações deste desenho foram sendo copiadas em diversos modelos, com um ensaio pela Audi em 2011, que foi aos poucos tomando uma forma mais definida.

Mas, podemos enxergar facilmente esse formato numa avalanche de modelos que foram surgindo.

Nas caminhonetes, o formato também se fez muito copiado.
Mais discreta, a S10 também não escondeu a sua opção pelo formato.

Depois da frente da Ranger reestilizada em 2012, criticada por parecer com o Fusion da época, parece que eles desistiram de criar algo novo e o formato geométrico surgiu no novo modelo.

A Toyota, depois das críticas da frente de sua nova Hilux parecida com a do Corola, também surgiu com o desenho.

Convenhamos que ela ficou com uma certa cara de adaptação e de gosto um tanto duvidoso. Resumindo: Feia demais !!!

Nem mesmo a Fiat soube disfarçar muito.

No seu SUV SW4, a Toyota até que inovou um pouco buscando um desenho, digamos, muito parecido com o SUV Terra da Nissan e seu característico “V” com base recortada. Até os faróis do Terra exerceram alguma influência no modelo da Toyota. OK !!! Cópia mesmo !!!

E a falta de criatividade continua… a Fiat que foi mais discreta ao utilizar o formato de frente, se rendeu de vez a ele.

É… ou esse formato será padrão no futuro, ou o modismo está mesmo descarado.

Das picapes, apenas a Frontier e a L200 apresentam uma personalidade própria.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*