Teste Nissan Frontier S MT

Discussões sobre a picape Frontier fabricada a partir de 2017
Avatar do usuário
Ciro Alencar
Mensagens: 117
Registrado em: Qua Jun 05, 2019 9:58 am

Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Ciro Alencar » Seg Jun 17, 2019 6:27 pm

Um teste bacana da Frontier mais básica.
Força sobrando e 15 km/l na estrada... até para quem quer uma picape para uso pessoal é uma opção interessante.

Publicado no site: https://motor1.uol.com.br/reviews/34708 ... -s-basica/

POR: LEO FORTUNATTI, Repórter

Versão de entrada é a mais barata do segmento com cabine dupla, motor a diesel e tração 4x4
Nos últimos anos, as picapes vêm assumindo aos poucos a posição de veículos de luxo. Porém, parte de seus compradores ainda estão nas versões de entrada, destinadas a frotistas e empresas, para trabalho. Como o principal argumento de venda é o custo, estas versões abrem mão de equipamentos como câmbio automático, sistema multimídia e outras comodidades do mundo atual. Aqui se encaixa a Nissan Frontier S, a versão mais simples da picape japonesa e uma das novidades da linha desde que ela começou a ser produzida na Argentina.

Por R$ 137.550, a S custa R$ 18.040 a menos que a Attack automática (veja a avaliação abaixo), a versão seguinte na linha. Por fora, as rodas de ferro de 16" e os detalhes sem pintura denunciam seu "basiquês". A lista de equipamentos traz o necessário, como os controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas e controle de descida, mas não tem sequer um aparelho de som - o das fotos foi instalado na concessionária pela marca. Pelo menos o conjunto elétrico, o ar-condicionado e a direção hidráulica não foram capados.

Como a VW faz com a Amarok, o motor 2.3 turbodiesel tem algumas diferenças em comparação com as versões mais potentes. Apesar de ser o mesmo propulsor YS23, fruto da parceria com a Mercedes-Benz, ele tem apenas um turbo de geometria variável, enquanto as mais potentes têm dois turbos que se revezam em baixas e altas rotações. Rende 160 cv e 41 kgfm de torque, ou 30 cv e 4,9 kgfm de torque a menos.
frontier-s-mt-a.jpg
Pode parecer pouco, mas o câmbio manual de 6 marchas compensa isso. Primeiro, a perda mecânica é menor na caixa manual que na automática. Segundo, as seis marchas foram escalonadas para a picape puxar peso sem reclamar, então as relações mais baixas são curtas e deixam a diferença de potência e torque apenas no papel. Os engates são longos e duros, mas é uma características das picapes médias - a troca é feita diretamente na caixa, sem cabos como acontece em carros de passeio.
frontier-s-mt-b.jpg
Não levamos tanto, mas a sensação é que ela carrega tranquilamente os 1.005 kg de capacidade máxima homologada (poderia ter ao menos um protetor de caçamba de série acompanhando os ganchos de amarração que ali estão). A direção, ainda hidráulica, é pesada para as manobras, mas se comunica bem com o motorista, que ainda conta com regulagem de altura na coluna de direção e no banco. Apesar de simples, o painel de instrumentos traz computador de bordo e tem fácil visualização das informações. Até os bancos, com revestimento em veludo, são confortáveis e não cansam mesmo no trânsito.
frontier-s-mt-c.jpg
Nos testes, a Frontier manual não ficou muito longe da automática - mais perto do que poderíamos supor pela ficha técnica. Mais leve (2.030 kg contra até 2.115 da versão topo), ficou apenas 0,2 segundo atrás até os 60 km/h, diferença que chegou aos 2 segundos nos 100 km/h justamente pelo fôlego mais limitado. Em compensação, retomou melhor de 40 a 100 km/h e ficou apenas 0,3 segundo atrás no 80 a 120 km/h, por conta da relação mais curta.

Levei a Frontier S para um terreno acidentado para testar a tração 4x4, com reduzida e bloqueio de diferencial. Com as chuvas dos dias anteriores, os buracos e valetas estavam profundos e escorregadios. Mesmo com pneus de uso mais urbano, a picape venceu tranquilamente as "barreiras" usando apenas a tração 4x4. Com a reduzida, ela chega a pular ao soltar a embreagem, mostrando que Frontier tem força de sobra. A suspensão traseira, com eixo rígido, molas helicoidais e cinco braços de controle, tem curso longo e segura bem a carroceria na terra ou no asfalto. A Frontier permite até ser provocada que, sem os feixes de molas, pula menos quando vazia e tem um chassi bem firme, que valoriza a dirigibilidade.
frontier-s-mt-d.jpg
Aos que buscam uma picape econômica para o trabalho, a Frontier S se mostrou uma ótima contratação. Na cidade, com o bom torque em baixas rotações, marcou 11,5 km/litro de diesel, enquanto na estrada, com a sexta marcha engatada, cravou 15,3 km/litro.
frontier-s-mt-e.jpg
Na lista de equipamentos, vale destacar as saídas de ar-condicionado para o banco traseiro e os assistentes de subida e descida, item que não seriam imaginados em uma picape de trabalho até pouco tempo. O preço de R$ 137.550 parece alto, mas é competitivo diante dos R$ 143.690 da Toyota Hilux STD 4x4 diesel, R$ 166.090 da Chevrolet S10 LT 4x4, R$ 147.520 da Ford Ranger XLS 2.2 4x4 e dos R$ 153.190 da VW Amarok SE 4x4.

Apesar de não trazer luxos, a Frontier S é uma ferramenta de trabalho competente. Suave para andar e econômica, é uma boa opção para o cliente pegar no batente de segunda a sexta e até mesmo curtir o final de semana com a família.

Fotos: Leo Fortunatti e divulgação

Ficha técnica - Nissan Frontier S

MOTOR: dianteiro, longitudinal, quatro cilindros, 16 válvulas, 2.298 cm3, duplo comando, turbo, diesel
POTÊNCIA/TORQUE: 160 cv a 3.750 rpm/ 41 kgfm de 1.500 a 2.500 rpm
TRANSMISSÃO: câmbio manual de 6 marchas, tração 4x4 com reduzida e bloqueio de diferencial
SUSPENSÃO: independente braço duplo na dianteira e eixo rígido multilink na traseira
RODAS E PNEUS: ferro aro 16" com pneus 255/70 R16
FREIOS: discos na dianteira e tambores na traseira, com ABS;
PESO: 2.030 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES: comprimento 5.264 mm, largura 1.850 mm, altura 1.826 mm, entre-eixos 3.150 mm
CAPACIDADES: tanque 80 litros, 1.005 kg na caçamba
PREÇO: R$ 137.550

MEDIÇÕES MOTOR1 Nissan Frontier 2.3 MT6

Aceleração
0 a 60 km/h 5,1 s
0 a 80 km/h 8,5 s
0 a 100 km/h 13,0 s

Retomada
40 a 100 km/h em 3a 9,5 s
80 a 120 km/h em 4a 8,8 s

Frenagem
100 km/h a 0 43,2 m
80 km/h a 0 27,6 m
60 km/h a 0 15,2 m

Consumo
Ciclo cidade 11,5 km/l
Ciclo estrada 15,3 km/l

Avatar do usuário
Daniel
Mensagens: 13
Registrado em: Qua Jun 05, 2019 10:42 am

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Daniel » Ter Jun 18, 2019 2:01 pm

É uma opção bem interessante mesmo. Só colocar umas calotas e já era.
Bem completa levando-se em consideração que é uma modelo básico de trabalho.

Avatar do usuário
Eduardo
Mensagens: 103
Registrado em: Sex Mai 31, 2019 8:13 pm
Localização: Itatiba SP

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Eduardo » Ter Jun 18, 2019 3:10 pm

Ciro

Fiz uma colagem em cima da foto que você publicou em outro tópico, usando uma calota de R$ 55,00 o jogo.
Veja como ficou.
nissan-com-calotas.jpg

Avatar do usuário
Ciro Alencar
Mensagens: 117
Registrado em: Qua Jun 05, 2019 9:58 am

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Ciro Alencar » Ter Jun 18, 2019 3:24 pm

Grande Edu... o mestre das artes gráficas !!! Ficou legal.

Avatar do usuário
Bigsd
Mensagens: 82
Registrado em: Qua Jun 05, 2019 10:16 am

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Bigsd » Qua Jun 19, 2019 10:05 am

Bom dia amigos

Foi uma avaliação bem positiva. Me chamou a atenção a economia dela e o bom torque apesar do motor mais modesto.
As simulação do Eduardo com as calotas ficou legal também.
Uma opção interessante no mercado.

Avatar do usuário
Bigsd
Mensagens: 82
Registrado em: Qua Jun 05, 2019 10:16 am

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Bigsd » Ter Out 29, 2019 6:42 pm

Mais uma avaliação publicada pelo Maurilio lá do outro fórum:

Nissan Frontier S versão - básica mantem o que importa para pegar no batente

https://www.uol.com.br/carros/noticias/ ... atente.htm

Avatar do usuário
Eduardo
Mensagens: 103
Registrado em: Sex Mai 31, 2019 8:13 pm
Localização: Itatiba SP

Re: Teste Nissan Frontier S MT

Mensagem por Eduardo » Seg Nov 11, 2019 8:01 pm

Mais uma avaliação bem positiva da versão S:


Responder